sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Matéria Jornal Integração



Matéria do Caderno Fama, Jornal Integração, de circulação em Canela e Gramado, edição de 24/12/2014 sobre o Universo das Mandalas.




O poder das mandalas através da arte



canelenses, Claudia Beckeer e Patricio Rocha, criaram o Universo 
das Psicoterapeutas Mandalas.

                       




Transformar materiais recicláveis em obras de arte.

Há mais de oito anos, esse tem sido o trabalho de Claudia Beckeer e Patricio Martins da Rocha, que criam mandalas em diversas cores e formatos, num ateliê montado na casa deles, no bairro Canelinha.
O empenho e dedicação dos canelenses têm como nome o "Universo das Mandalas", que nasceu de uma ideia de agregar arte, conhecimento e espiritualidade num só trabalho, atendendo a diversidade cultural e artística.

Claudia e Patricio, que são psicoterapeutas, relatam que estão trabalhando para que a informação e a arte da mandala cheguem a todos, fazendo despertar a curiosidade para a leitura que interpreta cada trabalho.

"Queremos passar um pouco desta energia maravilhosa que a mandala traz através da sua simbologia milenar", afirmam os artesões. o casal que ainda dá dicas de auto-ajuda, reciclagem e sustentabilidade, sempre pensando na integração com a natureza.

A arte e a confecção das peças

As mandalas são o carro chefe da arte, produzido por Claudia e Patricio, mas, além disto, eles trabalham na confecção de corujas, salamandras e objetos solicitados pelos clientes, que em sua maioria fazem pedidos pela internet, através do site www.universodasmandalas.com.br ou facebok.com/UniversodasMandalas.

Claudia é quem desenha as mandalas, corujas, salamandras e outros objetos. Ela utiliza uma técnica própria que, com talento e delicadeza, vai utilizando materiais recicláveis e outros adereços em um objeto único. Patricio trabalha com pedaços de MDF, que são as bases dos produtos confeccionados, além de administrar todos os pedidos e entregas solicitados.

Segundo os artesões, 90% dos clientes são de fora, o que traz ainda mais destaque para a cidade. "Traz visibilidade para o talento que a nossa terra tem. Hoje, algumas peças são vendidas em lojas parceiras. Grande parte das vendas é realizada pelo site", comentam.

E o que era lazer tornou-se a fonte principal de renda do casal. "Nosso trabalho é sempre bem recebido, desde a pessoa mais simples até aqueles que entendem de arte. E são os elogios deles que nos motivam a trabalhar ainda mais nessas peças", argumentam.

Mais informações (54)3282-2782 ou (54)9629-7444

                      Mandala

                 




A palavra "mandala" vem do sânscrito e significa "circulo", sendo criada como instrumento de meditação e aparecendo em todas as religiões.

Constituída por círculos compostos de elementos geométricos, simbólicos e de cores, a mandala representa interação do macro e do microcosmos.

Descrita como “círculo magico”, a mandala sempre serviu de elemento integrador entre a realidade aparente e as esferas divinas. É ao mesmo tempo a imagem e o motor da ascensão espiritual, reintegrando o eu ao todo e o todo ao eu. É assim, uma imagem própria para conduzir à iluminação aquele que a contempla.

Uma mandala pode alterar as vibrações daquilo que suas emanações atingem. E isso é uma realidade. Quando fazemos contato visual com uma mandala nossa energia se altera e essa modificação é sempre positiva e harmonizadora.

O campo de força de uma mandala modifica a nossa energia em vários níveis. Ela estimula a mente, equilibra as emoções e ativa os processos físicos, ajudando a restabelecer sua função plena. A mandala é uma fonte de cura – no sentido amplo, benéfico e quase sagrado que ela tem. A meditação ou a observação da mandala pressupõe que se abandone o plano do pensamento e se atinja o inconsciente, onde emergem símbolos, arquétipos, códigos e sinais.

No campo da psicologia, são analisados todos os códigos, sinais, símbolos que emergem do inconsciente do paciente. Este processo também ocorre com o ato de desenhar uma mandala dentro do círculo, são as mandalas espontâneas e isso é uma importante manifestação do inconsciente.
Já as mandalas racionais são criadas a partir de uma simbologia, com uma finalidade determinada.

 Elas são elaborações da razão, na maior parte das vezes são montadas sem muita inspiração inconsciente, por isso são chamadas de racionais. Exemplo de mandalas racionais: Mandala da sorte, mandala para saúde, mandala para prosperidade, entre outras.

Na cultura chinesa, as mandalas são usadas há milênios para atrair sorte e abundância. Além de embelezar a casa, a mandala faz a energia circular, graças a sua forma redonda.

“Onde tem mandala, não há estagnação”, segundo os ensinamentos do Feng Shui.

Além de decorativas, as mandalas podem ser feitas com cores que ativam os nove setores da vida: Trabalho, espiritualidade e conhecimento, família, prosperidade, sucesso, relacionamentos, criatividade, amigos e saúde.


          



É importante conhecer um pouco das cores numa mandala e os benefícios que trazem para nós e os ambientes.

Vermelho: Altamente estimulante.

Amarelo: Liberta de medos e temores. Traz alegria e sensação de luz solar.

Laranja: Fortifica o ânimo de viver, energia e alegria.

Verde: Traz harmonia e trabalha a cura física e no ambiente.

Azul: Faz com que se obtenha calma e força. Ajuda a reduzir a insônia.

Índigo: Auxilia para a consciência intelecto-espiritual e descanso.

Violeta: Trabalha a espiritualidade e transmutação de energias.

Lilás: É calmante e bom para meditação.

Rosa: Permite que vivenciamos o amor ao próximo. 



           



Há outros fatores muito importantes para se analisar uma mandala: A numerologia e a geometria que são analisadas de acordo com suas simbologias. Aliada às vibrações numéricas e geométricas, uma mandala tem as emanações das cores que estão em seu espaço. As cores numa mandala têm uma função terapêutica e estimulante. É importante conhecer a energia emanada pelas cores para saber como elas irão atuar numa mandala.

Quanto à sua origem, as mandalas são classificadas como orientais e ocidentais. No oriente, a criação das mandalas quase sempre faz parte de um ritual que visa movimentar energias das divindades. São consideradas sagradas.

No ocidente, as mandalas são criadas para uso arquitetônico e decorativo, sendo muito poucos que tem noção de sua importância vibracional, embora hoje, muitos estão buscando o real entendimento desses belos desenhos com vibrações tão poderosas.

Com todas essas informações é importante saber os benefícios que uma mandala traz quando exposta num ambiente:

Modifica a nossa energia, fazendo com que nos conectamos com a nossa essência;

Permite um trabalho de meditação ativa;

Proporciona fluidez com o mundo exterior;

Ajuda a expandir nossa consciência, elevando a nossa energia;

Ajuda a desenvolver a paciência;

Aumenta nossa intuição e segurança;

Melhora a auto-estima e a auto-aceitação;

Ajuda na cura física, emocional e psíquica;

Recobra o equilíbrio e permite recentrar-se;

Nos prove de intuição criativa, sossego, harmonia e calma intensa.

As mandalas podem e devem ser usadas em qualquer ambiente, para harmonizar, modificar a energia, transmutar energias densas e decorar o ambiente com sua beleza contagiante.
   


Nenhum comentário:

Postar um comentário